Cedro Mineração

nova lima

Prefeitura e Cedro Mineração entregam obra que dará fim às inundações no Vale do Sol – jornalbelvedere.com.br

PUBLICADO QUARTA, 11 AGOSTO 2021 11:38

Liberação: Na entrega da obra, o prefeito João Marcelo cumprimentou a diretoria da Aprevs, os funcionários da prefeitura e os representantes da Cedro © Foto: Divulgação/Cedida PNL

A obra foi escolhida como prioridade pela população. Mineradora é responsável por aporte de mais de R$ 2 milhões.

Um modelo de atuação pública quase inédito de tão pouco usual no País começou a resolver um problema de décadas no bairro Vale do Sol, na Região Noroeste de Nova Lima. No último dia 30 de julho, a Prefeitura entregou à população daquele local a primeira de uma série de obras importantes para drenagem de águas de chuva que vão finalmente resolver um antigo problema. Trata-se da transposição das águas do córrego da Quinta Avenida, a principal via do bairro. A obra consiste em alargar um ponto de estrangulamento do canal, com a instalação de aduelas de 3,0 metros de diâmetro que permitem o escoamento correto da água sob a avenida. As aduelas são estruturas pré-fabricadas de concreto armado utilizadas principalmente na canalização de córregos, cursos d ‘água e drenagem de águas pluviais.

O modelo adotado reúne esforços conjuntos da comunidade, através da Associação de Moradores do Vale do Sol (Aprevs), dos condomínios Morro do Chapéu e Passárgada, da prefeitura de Nova Lima e da Cedro Mineração. Até o último Verão era muito comum ver as recorrentes inundações que traziam enorme transtorno aos moradores da região.

Demandas da população

Há três anos, quando assumiu a administração da Mina do Gama, naquela região, a Cedro Mineração vem desenvolvendo um trabalho de relacionamento próximo com as comunidades de seu entorno. “Nossa ideia é colaborar para resolver as demandas trazidas pela própria população”, explica Eduardo Couto, diretor Jurídico da Cedro Mineração. “Essa é a primeira etapa de uma obra que é um esforço conjunto da sociedade civil, poder público e iniciativa privada. Estamos executando a segunda etapa da obra que é o túnel bala de 37 metros que vai escoar toda a água de chuva. E, em breve, a Cedro, juntamente com a Aprevis, o Morro do Chapéu e a prefeitura de Nova Lima, vai atuar na terceira etapa da obra que é o rebaixamento do leito do canal, de aproximadamente 350 metros de comprimento e que vai viabilizar o encontro das aduelas com o túnel bala. O problema será resolvido definitivamente”, declarou Eduardo Couto.

“Foi feito todo um trabalho de planejamento e engenharia para começar as obras. Os custos das obras, avaliados em R$ 2 milhões, ficaram sob responsabilidade da Cedro Mineração”, explica Carlos Eduardo Campolina, secretário da Regional Noroeste, braço da prefeitura que cuida daquela área.

“O município assume a construção da aduela e a conclusão do túnel bala que está em execução e que será entregue dentro de 30 dias. A água vai escoar pelo canal até o túnel bala de 37 metros de comprimento, passando por um terreno do Hospital Mater Dei e vai desaguar, futuramente, no fundo do Miguelão. São obras fundamentais para dar vazão à água e foram escolhidas pela comunidade em uma votação durante uma assembleia”, ressaltou Carlos Eduardo Campolina.

União dos moradores

O prefeito João Marcelo fez um rápido discurso cumprimentando a Aprevs, os funcionários da prefeitura e a Cedro, e lembrou o engajamento e o espírito colaborativo que se encontra neste momento no Vale do Sol e nos condomínios do entorno. “Essa é uma Associação sempre ativa e essa parceria é fruto do trabalho e união dos moradores. E a Cedro tem se mostrado uma empresa nova-limense, pois não tem medido esforços para ser parceira”, relatou. Durante a inauguração, o prefeito anunciou que está em fase final de contratação de uma empresa que fará a drenagem, asfaltamento e obras de infraestrutura no bairro, começando pela Quinta Avenida, um dos seus compromissos de governo.

Por sua vez, o presidente da Aprevs, Haroldo Meirelles, agradeceu à comunidade pela confiança depositada na parceria que foi celebrada e destacou dois pontos fundamentais. “Primeiro, a importância da obra que é a drenagem das águas pluviais; e segundo, pelo ineditismo da parceria envolvendo toda a comunidade, o poder público e a iniciativa privada”, ressaltou.

O Conselheiro do Morro do Chapéu Golfe Clube, Luiz Flávio Bastos, lembrou na ocasião que os moradores da região sempre foram abandonados pelo poder público e que nunca houve esse diálogo e a proximidade da prefeitura com as comunidades. “Tenho percebido isso pelo excelente trabalho da atual gestão, de conduzir e trazer novas indústrias para o local, trazendo com isso desenvolvimento e valorização para a região”, destacou.

Claudinei Ayres é profissional do setor da beleza e mora ao lado onde está construído o canal. Ele lembra das inundações constantes e ressalta que a obra está sendo realizada por insistência da Associação de Moradores. “O que existia aqui antes era uma gambiarra, e que não solucionava o problema no período chuvoso. A nossa esperança é que essa gestão faça essa obra, pois já nos reunimos muitas vezes com o ex-prefeito e nada foi resolvido”.

O conjunto de obras para o Vale do Sol previsto nessa fase contempla um canal, chamado popularmente de Túnel Bala, para o perfeito escoamento da água, que inunda o bairro e o acesso aos condomínios todos os anos. A previsão de entrega dessa obra é para o final de agosto. O canal terá seu leito rebaixado e limpo para o perfeito escoamento das águas. A previsão de entrega é para antes do período das chuvas.

Mineradora já entregou várias outras benfeitorias na região

Quando iniciou suas operações na Mina do Gama, em Nova Lima, há pouco mais de dois anos, a Cedro Mineração assumiu também uma série de compromissos. Um deles é manter um canal de diálogo entre a mineradora e a comunidade. Dois desses compromissos já foram entregues em dezembro passado: uma rotatória, que passa a funcionar como praça, um novo espaço com infraestrutura e paisagismo, e uma nova viatura Mitsubishi L200 Triton para a Primeira Companhia de Polícia Militar Independente.

Para chegar a esse objetivo a Cedro optou por ouvir a comunidade e entender as suas principais necessidades. Foi assim que a rotatória virou prioridade. Ela funciona como importante entroncamento entre os bairros da região do Vale do Sol e a rodovia BR-040. Durante anos foi um terreno baldio sem infraestrutura, usado como depósito de entulhos, troncos e raízes secas de velhas árvores e até sucatas de máquinas pesadas. O resultado era um espaço degradado, propício para proliferação de insetos e roedores e enchentes em época de chuvas. Além disso, a sensação de insegurança para os moradores também era grande.

Hoje, a praça, que conta com jardim e aproveitou os troncos e raízes de árvores que já estava lá, veio para mudar definitivamente a paisagem local. Para a sua construção foram cumpridas várias etapas, como levantamento topográfico, paisagismo, drenagem, irrigação e projeto arquitetônico.

Tático Móvel

Juntamente com a praça, a Cedro Mineração agrega uma doação que, certamente, contribui para tal sensação. A mineradora entrega uma nova viatura para a Companhia da Polícia Militar Independente, responsável pelo policiamento de Nova Lima, Raposos e Rio Acima. A Mitsubishi L200 Triton, equipada com os mais modernos recursos, será utilizada no serviço Tático Móvel, modalidade que está sendo implantada na Unidade.

A chegada da viatura garantirá, segundo a PM, uma maior capacidade operacional à tropa e reforçará as ações voltadas para a segurança da população dessas áreas de abrangência da Unidade.

Além das entregas, a Cedro investiu também em obras de pavimentação e segurança na região, totalizando investimentos da ordem de R$ 5 milhões. Entre as principais intervenções estão a aquisição de câmeras de segurança no Vale do Sol e quatro quilômetros de asfaltamento de uma das principais vias de acesso aos bairros da região. Junto ao asfalto foram desenvolvidos e executados trabalhos de terraplanagem, análise e reforço de solo, além da construção de vias pluviais para o escoamento da água da chuva.

http://www.jornalbelvedere.com.br/index.php/estilo/cidade/item/2009-prefeitura-e-cedro-mineracao-entregam-obra-que-dara-fim-as-inundacoes-no-vale-do-sol

Obra de drenagem vai acabar com inundações no Vale do Sol, em Nova Lima – em.com.br

Inauguração da transposição do córrego coloca fim aos problemas de inundações na região

Estado de Minas 30/07/2021 10:29 

Inauguração da transposição do córrego e liberação do trânsito da Quinta Avenida, em Nova Lima
(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)

A primeira parte da obra contra inundações no Bairro Vale do Sol, em Nova Lima, foi entregue nesta sexta-feira (30/7): a inauguração da transposição do córrego e liberação do trânsito da Quinta Avenida.

Este é um esforço conjunto que envolve a Cedro Mineração, a Prefeitura de Nova Lima, a Associação de Proprietários e Moradores do Vale do Sol (Aprevs), Morro do Chapéu Golfe Clube, condomínios e moradores. Nesta primeira parte, foram instaladas aduelas de 3,0 metros de diâmetro que permitirão o escoamento correto da água sob a avenida. 
De acordo com Eduardo Soares, diretor jurídico e institucional da Cedro Mineração, este primeiro passo vai resolver de forma definitiva os problemas de inundação do bairro e da avenida, que durante o verão eram frequentemente inundados pelas chuvas. “Nesse ponto a água não tinha evasão adequada para escoar, então ela inundava a Quinta Avenida e entrava também em alguns pontos nas casas dos moradores”, explica. “É uma obra de drenagem que vem para solucionar de forma definitiva os problemas”, acrescenta.

Guilherme França, diretor de sustentabilidade e desenvolvimento social da Cedro Mineração, destaca ainda que este é mais um projeto da empresa desde que assumiu a gestão das obras. “Desde o final de 2018 quando a Cedro Mineração assumiu a gestão, uma das metas principais do grupo é fazer uma relação com a comunidade e investimento social da melhor forma possível e da forma mais estruturada possível. Então buscamos entender naturalmente as principais demandas do bairro”, lembra. 
“Com o diálogo, entendemos as demandas e começamos a agir. No primeiro momento, foi a revitalização da rotatória de acesso ao bairro que estava abandonada e hoje tem uma obra de jardinagem interessante que mudou a cara da entrada desse complexo todo”, ressalta.
Agora, com o resultado dessa obra, a demanda de asfaltamento pode ser realizada. “O córrego atravessa o Vale do Sol e não conseguia ter essa evasão. No final ficava represado porque não tinha passagem e aí a inundação vinha toda pra trás. Com essa drenagem esse problema se reduz fortemente e a demanda de asfaltamento, vai começar a ser realizada”, comemora.

Prefeito João Marcelo, Secretário regional noroeste Carlos Campolina e diretores da Cedro Eduardo Couto e Guilherme França – (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)

O prefeito de Nova Lima, João Marcelo Dieguez, esteve na inauguração da obra e comemorou a conclusão da etapa. “Hoje é um dia marcante, a gente entrega um primeiro passo de obras que ainda virão e outros investimentos que nosso município vai realizar no Vale do Sol”, disse. 

Ele anunciou ainda novas obras para toda região. “O André, nosso secretário de planejamento, está concluindo a fase de contratação da empresa que se estenderá por todo bairro na implantação da drenagem, asfaltamento que tanto precisa como merecem e que é um compromisso do nosso governo. Tenho certeza que esse dia de hoje nada mais é do que um pequeno e importante passo nessa parceria entre a nossa administração, a associação dos moradores e as empresas que estão aqui”, comemora. As obras objeto da ação conjunta prevê ainda outras obras pleiteadas pela comunidade como a construção de um canal, chamado popularmente de túnel bala, para o perfeito escoamento da água, que inunda o bairro e o acesso aos condomínios todos os anos. A Cedro Mineração ficou responsável pelo aporte de R$ 1,1 milhão para a execução das obras. 
Durante a entrega da 1ª etapa, foi anunciado um novo aporte de R$1 milhão pela Cedro Mineração para viabilizar o rebaixamento do leito do canal e a solução definitiva das inundações na Quinta Avenida, principal via do Bairro Vale do Sol e via de acesso aos condomínios.

https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2021/07/30/interna_gerais,1291316/obra-de-drenagem-vai-acabar-com-inundacoes-no-vale-do-sol-em-nova-lima.shtml

Primeira etapa de obras para acabar com inundações é concluída no Vale do Sol, em Nova Lima – hojeemdia.com.br

Da Redação portal@hojeemdia.com.br

As obras devem ser finalizadas antes do período chuvoso – Pedro Vilela/Divulgação

A primeira etapa das obras de drenagem pluvial que visam a acabar com as inundações no bairro Vale do Sol, em Nova Lima, na Grande BH, foi entregue nesta sexta-feira (30). Aduelas (estruturas pré-fabricadas de concreto armado) de três metros de diâmetro foram instaladas no córrego da Quinta Avenida, o que vai permitir o escoamento da água sob a via.

Os investimentos somam R$ 2 milhões, oriundos de uma parceria entre a prefeitura e a Cedro Mineração, responsável pela administração da Mina do Gama, na região. “Nossa ideia é colaborar para resolver as demandas trazidas pela própria população”, explicou Eduardo Couto, diretor Jurídico da mineradora. De acordo com a mineradora, as obras devem ser finalizadas até o início do período chuvoso deste ano.

De acordo com a companhia, ainda será entregue um canal, chamado popularmente de “túnel bala”, para o escoamento da água. A expectativa é a de que a obra seja concluída no fim do próximo mês. Também será feito o rebaixamento do leito do córrego. 

https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/primeira-etapa-de-obras-para-acabar-com-inundações-é-conclu%C3%ADda-no-vale-do-sol-em-nova-lima-1.848032

Nova Lima conclui 1ª etapa de obra para acabar com inundações no Vale do Sol – www.otempo.com.br/super-noticia/

Os investimentos somam R$ 2 milhões, provenientes de uma parceria entre a prefeitura e a Cedro Mineração

PUBLICADO EM 30/07/21 – 20H10 Da Redação

A primeira etapa das obras de drenagem pluvial que prometem encerrar com as inundações no bairro Vale do Sol, em Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte, foi concluída nesta sexta-feira (30). Para evitar enchentes na região, as águas do Córrego da Quinta estão sendo canalizadas.

Aduelas (estruturas pré-fabricadas de concreto armado utilizadas principalmente na canalização de córregos, cursos d´água e drenagem de águas pluviais) de três metros de diâmetro foram instaladas para permitir o escoamento correto da água sob a avenida.

Para completar o empreendimento ainda será entregue um canal, chamado popularmente de túnel bala, para o escoamento da água. A previsão de entrega dessa obra é para o final do mês de agosto. O canal ainda terá o leito rebaixado e limpo para o correto vazamento das águas. 

Os custos das obras, avaliados em R$ 2 milhões, ficaram sob responsabilidade da Cedro Mineração, que administra a Mina do Gama, na região. Por nota, a mineradora garantiu que todo o trabalho de drenagem será concluído antes do próximo período de chuvas.

https://www.otempo.com.br/super-noticia/cidades/nova-lima-conclui-1-etapa-de-obra-para-acabar-com-inundacoes-no-vale-do-sol-1.2520570

Nova Lima conclui 1ª etapa de obra para acabar com inundações no Vale do Sol – otempo.com.br

Os investimentos somam R$ 2 milhões, provenientes de uma parceria entre a prefeitura e a Cedro Mineração

Por DA REDAÇÃO 30/07/21 – 20h10

Aduelas de três metros de diâmetro foram instaladas para permitir o escoamento correto da água – Foto: Pedro VIlela/Divulgação

A primeira etapa das obras de drenagem pluvial que prometem encerrar com as inundações no bairro Vale do Sol, em Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte, foi concluída nesta sexta-feira (30). Para evitar enchentes na região, as águas do Córrego da Quinta estão sendo canalizadas.

Aduelas (estruturas pré-fabricadas de concreto armado utilizadas principalmente na canalização de córregos, cursos d´água e drenagem de águas pluviais) de três metros de diâmetro foram instaladas para permitir o escoamento correto da água sob a avenida.

Para completar o empreendimento ainda será entregue um canal, chamado popularmente de túnel bala, para o escoamento da água. A previsão de entrega dessa obra é para o final do mês de agosto. O canal ainda terá o leito rebaixado e limpo para o correto vazamento das águas. 

Os custos das obras, avaliados em R$ 2 milhões, ficaram sob responsabilidade da Cedro Mineração, que administra a Mina do Gama, na região. Por nota, a mineradora garantiu que todo o trabalho de drenagem será concluído antes do próximo período de chuvas.

https://www.otempo.com.br/cidades/nova-lima-conclui-1-etapa-de-obra-para-acabar-com-inundacoes-no-vale-do-sol-1.2520570

Obra de drenagem vai acabar com inundações no Vale do Sol, em Nova Lima – brasilminingsite.com.br

Por Equipe BMS –   01/08/2021

Inauguração da transposição do córrego coloca fim aos problemas de inundações na região

A primeira parte da obra contra inundações no Bairro Vale do Sol, em Nova Lima, foi entregue nesta sexta-feira (30/7): a inauguração da transposição do córrego e liberação do trânsito da Quinta Avenida.

Este é um esforço conjunto que envolve a Cedro Mineração, a Prefeitura de Nova Lima, a Associação de Proprietários e Moradores do Vale do Sol (Aprevs), Morro do Chapéu Golfe Clube, condomínios e moradores. Nesta primeira parte, foram instaladas aduelas de 3,0 metros de diâmetro que permitirão o escoamento correto da água sob a avenida.

De acordo com Eduardo Soares, diretor jurídico e institucional da Cedro Mineração, este primeiro passo vai resolver de forma definitiva os problemas de inundação do bairro e da avenida, que durante o verão eram frequentemente inundados pelas chuvas. “Nesse ponto a água não tinha evasão adequada para escoar, então ela inundava a Quinta Avenida e entrava também em alguns pontos nas casas dos moradores”, explica. “É uma obra de drenagem que vem para solucionar de forma definitiva os problemas”, acrescenta.

Guilherme França, diretor de sustentabilidade e desenvolvimento social da Cedro Mineração, destaca ainda que este é mais um projeto da empresa desde que assumiu a gestão das obras. “Desde o final de 2018 quando a Cedro Mineração assumiu a gestão, uma das metas principais do grupo é fazer uma relação com a comunidade e investimento social da melhor forma possível e da forma mais estruturada possível. Então buscamos entender naturalmente as principais demandas do bairro”, lembra.

“Com o diálogo, entendemos as demandas e começamos a agir. No primeiro momento, foi a revitalização da rotatória de acesso ao bairro que estava abandonada e hoje tem uma obra de jardinagem interessante que mudou a cara da entrada desse complexo todo”, ressalta.

Agora, com o resultado dessa obra, a demanda de asfaltamento pode ser realizada. “O córrego atravessa o Vale do Sol e não conseguia ter essa evasão. No final ficava represado porque não tinha passagem e aí a inundação vinha toda pra trás. Com essa drenagem esse problema se reduz fortemente e a demanda de asfaltamento, vai começar a ser realizada”, comemora.

O prefeito de Nova Lima, João Marcelo Dieguez, esteve na inauguração da obra e comemorou a conclusão da etapa. “Hoje é um dia marcante, a gente entrega um primeiro passo de obras que ainda virão e outros investimentos que nosso município vai realizar no Vale do Sol”, disse.

Ele anunciou ainda novas obras para toda região. “O André, nosso secretário de planejamento, está concluindo a fase de contratação da empresa que se estenderá por todo bairro na implantação da drenagem, asfaltamento que tanto precisa como merecem e que é um compromisso do nosso governo. Tenho certeza que esse dia de hoje nada mais é do que um pequeno e importante passo nessa parceria entre a nossa administração, a associação dos moradores e as empresas que estão aqui”, comemora.

As obras objeto da ação conjunta prevê ainda outras obras pleiteadas pela comunidade como a construção de um canal, chamado popularmente de túnel bala, para o perfeito escoamento da água, que inunda o bairro e o acesso aos condomínios todos os anos. A Cedro Mineração ficou responsável pelo aporte de R$ 1,1 milhão para a execução das obras.

Durante a entrega da 1ª etapa, foi anunciado um novo aporte de R$1 milhão pela Cedro Mineração para viabilizar o rebaixamento do leito do canal e a solução definitiva das inundações na Quinta Avenida, principal via do Bairro Vale do Sol e via de acesso aos condomínios.

Fonte: EM

Vale do Sol vai ganhar obra reivindicada há décadas – jornalbelvedere.com.br

PUBLICADO QUARTA, 12 MAI 2021 12:52

Acordo entre Prefeitura de Nova Lima, Associação de Proprietários e Moradores do Vale do Sol (Aprevs) e da Extrativa Mineral/Cedro Mineração vai possibilitar a construção de um canal, o túnel-bala, que, terá a função de captar a água da chuva que cai no córrego e inunda as ruas do bairro.

A Administração Municipal continua com o diálogo com a comunidade nova-limense a fim de ouvir as necessidades e encontrar, juntas, soluções para o bem comum. Fruto disso é que, no último dia 3 de abril, o prefeito João Marcelo Dieguez recebeu em seu gabinete representantes da Associação de Proprietários e Moradores do Vale do Sol (Aprevs) e da Extrativa Mineral/Cedro Mineração, empresa que atua em projetos minerários na região Noroeste, quando foi assinado um acordo de cooperação para o início imediato de obras no córrego sob a Quinta Avenida, no Vale do Sol, para solucionar problemas de drenagem pluvial.

Revitalização da Rotatória

Agora, a Prefeitura de Nova, a Associação de Moradores e da Extrativa Mineral/Cedro Mineração assinaram um acordo para execução das obras reivindicadas pela comunidade. O trabalho da Associação de Moradores do Vale Sol já resultou na execução do projeto de revitalização da Praça da Rotatória, no final do ano passado, quando a entrada do bairro foi  contemplada com a construção com alguns elementos urbanísticos como pista de caminhada com pavimentação em pedra, jardins e paisagismo com forração em grama e plantas ornamentais, arborização com Embaúvas, instalação com raízes e toras de madeira sobre lastro de brita e pedra de minério, infraestrutura de irrigação e iluminação de efeito.

Para Haroldo Meirelles, o acordo e urbanização da rotatória foram grandes conquistas para a comunidade, mas ressalta que a reivindicação mais importante é a pavimentação de todas as ruas com o pavieco, material indicado em razão de não comprometer o lençol freático.

Túnel-bala

O acordo prevê a execução de obras com alocação de recurso no valor de R$ 1,1 milhão: a construção de um canal, popularmente conhecido como túnel-bala, com 30 metros de comprimento, 3,0 metros de largura e 2,80 metros de altura, terá a função de captar a água da chuva que cai no córrego; já  no cruzamento da Avenida Terra com a Quinta Avenida, principal via do bairro, serão colocadas aduelas de 3,0 metros de diâmetro para garantir o escoamento correto em uma passagem em nível sob a Quinta Avenida, com a função também de deixar água fluir livremente sem acumular nas ruas do bairro. A previsão de início dos trabalhos é de 20 dias.

Essas serão as primeiras de um conjunto de obras previstas e que farão a diferença na vida dos moradores já que, em época de chuva, o córrego, onde serão realizadas as intervenções, enche e transborda, causando inundações nas vias.

O que cabe a cada uma das partes

A Prefeitura elaborou os projetos executivos e as planilhas de custos e orçamentos e fará a fiscalização das obras. Já a Aprevs abriu mão do direito de receber parte da verba da Extrativa Mineral / Cedro Mineração e fará o acompanhamento das obras. A empresa, por sua vez, entra com a alocação de recursos que seriam destinados necessariamente a investimentos no Vale do Sol.

Impactos

Este projeto reivindicado pelos moradores do Vale do Sol foi divulgado pelo JORNAL BELVEDERE na edição do dia 25 de abril do ano passado, quando os representantes da Associação de Moradores do Vale do Sol expuseram os problemas.
Na época, a diretoria da Associação dos Moradores do Vale do Sol anunciou o avanço das negociações e a celebração da parceria com a empresa Cedro Extrativa. Com o avanço da extração de minério em todo o Estado, notadamente na região onde a empresa mantém suas plantas de operação, o fluxo de carretas de minério utilizando a via marginal da BR-040, conhecida por mão inglesa, aumentou significativamente. O movimento desses caminhões e a poeira deixada por eles levaram os moradores a exigir ações compensatórias para atenuar os problemas causados. O que era um impacto socioambiental acabou se tornando em um acordo de cooperação e emparceiramento para a realização de obras mitigatórias que compreendem construção de rotatória, instalação de sistema de segurança e pavimentação de vias.
O presidente da APREVS, Haroldo Meirelles, explicou na época ao JORNAL BELVEDERE que com o desastre em Brumadinho o Ministério Público recomendou a paralisação da esteira que transporta minério da Minas de Tamanduá para o Complexo Paraopeba, como medida preventiva por causa das barragens. E que desde então o tráfego de caminhões aumentou muito para compensar o processo de escoamento. O impacto no Vale do Sol foi significativo, pois o aumento da circulação de caminhões, a lama que escorria para a Quinta Avenida e alguns alojamentos que se formaram no local, o que poderia ocasionar uma sobrecarga na saúde, uma vez que o Vale do Sol não possui saneamento básico até hoje.

https://www.jornalbelvedere.com.br/index.php/estilo/cidade/item/1909-vale-do-sol-vai-ganhar-obra-reivindicada-ha-decadas

Prefeitura anuncia obras para drenagem pluvial no Vale do Sol – semprenovalima.com

Mineradora Cedro será a credora da obra em parceria com Associação do Bairro.

4/5/2021 – da redação

O prefeito João Marcelo (Cidadania) anunciou nesta segunda-feira, dia 3, o início de um conjunto de obras para o Bairro Vale do Sol, na região Noroeste da cidade. O local sofre com a falta de drenagem pluvial que se agrava em tempo chuvoso.

Segundo o mandatário, a construção de um túnel e desobstrução de passagens inferiores de água pluvial sob a Quinta Avenida, rua importante do bairro, será feito através de parceria com a mineradora Cedro, que atua na região através da Associação dos Proprietários e Moradores do Vale do Sol e com isso deve amenizar os impactos negativos da chuva.

No início do ano, diversas ruas do bairro sofreram com alagamentos. Na postagem, JM anunciou que mais obras estão nos planos do Executivo Municipal e devem “transformar a realidade da região”.

https://semprenovalima.com/2021/05/prefeitura-anuncia-obras-para-drenagem-pluvial-no-vale-do-sol/

Nova Lima (MG) faz 320 anos de riquezas naturais e culturais – noticias.r7.com

Cidade da Grande BH completa mais de três séculos com destaque nos cenários turístico, gastronômico, cervejeiro e de mineração

São mais de três séculos que contam a história das riquezas naturais e culturais de Nova Lima. A cidade da região metropolitana de Belo Horizonte que já foi Campos de Congonhas, Congonhas das Minas de Ouro, Freguesia de Nossa Senhora do Pilar de Congonhas de Sabará, Villa Nova de Lima até, por fim, receber o nome atual, completa, nesta sexta-feira (3), 320 anos de surgimento e 130 de emancipação política.

O município, com quase 100 mil habitantes, construiu relevância no território nacional pelo destaque nos cenários turístico, gastronômico, cervejeiro, esportivo e cultural. A tranquilidade e natureza do bairro São Sebastião das Águas Claras, mais conhecido como Macacos, atrai turistas e aventureiros de todo o país. Já a região do Jardim Canadá é onde se concentram as fábricas de cerveja artesanal, um convite para os amantes da bebida.

Outra riqueza que eleva a cidade é a mineração. Por muitos anos, Nova Lima viveu da produção de ouro, até que a descoberta da Mina do Morro Velho, em 1720, mudou os rumos da economia e a extração do minério se tornou uma das principais fontes de renda dos moradores do local. É o caso do Deisiano Vieira, de 33 anos, que trabalha há três na área. Mineiro de São Domingos do Prata, a 136 quilômetros de Belo Horizonte, ele saiu da cidade natal em busca de trabalho e foi em Nova Lima, em 2009, que encontrou a oportunidade de ser vigilante de um condomínio. Depois de 11 meses na função, Vieira decidiu se especializar em um antigo sonho.

Vieira trabalha com mineração há três anos – ARQUIVO PESSOAL

— Eu estava insatisfeito como vigilante, porque eu queria progredir e vi que ali não era possível. Trabalhar como mineração sempre foi meu sonho, então fui atrás de um curso que pudesse me ajudar.

Porém, o desemprego fez Vieira adiar os planos. Após três meses sem trabalho, ele conseguiu uma vaga em uma siderúrgica em Contagem, também na Grande BH, onde passou 10 anos até ser demitido. Logo depois, com a ajuda do irmão, distribuiu currículos para três empresas diferentes de extração de minério de Nova Lima e conseguiu uma oportunidade na Cedro Mineração. Hoje, ele atua como auxiliar de mina e estuda para ser promovido na área.

— Sonhei com a mineração, mas fui obrigado a dar um passo para trás por causa do desemprego e acabei na siderurgia. Hoje, estou caminhando gradativamente na Cedro. Sou muito incentivado pela empresa nos estudos para ser promovido. Dando um passo de cada vez, estou quase me formando em técnico de mineração e, posteriormente, sonho em me tornar supervisor.

Assim como Vieira, mais de 850 trabalhadores diretos têm a mineração como forma de sustento. O auxiliar conta que a Mina da Gama, administrada pela Cedro, é parte fundamental da economia e da vida da cidade desde os anos 90.

— A contribuição é fundamental para a cidade, principalmente pela geração de emprego. É o que leva sustento para a família da gente e que nos dá a oportunidade de oferecer uma educação melhor para os nossos filhos.

Além da geração de empregos, a Cedro Mineração tem uma relação estreita com Nova Lima se envolvendo em projetos sociais, culturais e esportivos na região. Em 2020, a empresa destinou R$ 5 milhões para obras de manutenção de vias públicas, reformas de equipamentos urbanos como a rotatória do Vale do Sol, compra de câmeras de segurança e de uma viatura para a Polícia Militar. Outra preocupação da instituição é a atuação ambiental sustentável e o investimento em tecnologia. Atualmente, ela é a única do município que realiza a filtragem de 100% do rejeito de mineração, processo que dispensa a utilização de barragens.

Sobre os 320 anos de Nova Lima, Deisiano Vieira, que já está na cidade há 12 anos, comemora a data como um verdadeiro novalimense e lista os pontos altos da cidade como um convite para os visitantes.

— Nova Lima é uma cidade maravilhosa. Está perto de uma capital, mas preserva as características de interior. O índice de criminalidade é baixo, o clima é uma delícia, as paisagens e a comida são exuberantes. É um lugar maravilhoso de se viver.

https://noticias.r7.com/minas-gerais/nova-lima-mg-faz-320-anos-de-riquezas-naturais-e-culturais-05022021

Nova Lima ganha nova rotatória na região do Vale do Sol – classificadosdabarra.com.br

Por Classificados da Barra – Belo Horizonte 23/12/2020

A obra foi iniciada em setembro deste ano, e passou por levantamento topográfico, paisagismo, drenagem, irrigação e projeto arquitetônico. Rotatória vai funcionar como entroncamento entre os bairros da região do Vale do Sol e a rodovia BR-040, em Nova Lima. Cedro Mineração / Divulgação Será inaugurada nesta quarta-feira (23) uma nova rotatória, no Vale do Sol, em Nova Lima, que funcionará como entroncamento entre os bairro da região e a rodovia BR-040. O local, durante anos, foi um terreno baldio usado como depósito de entulhos, troncos e raízes secas de velhas árvores e até sucatas de máquinas pesadas. A obra foi iniciada em setembro deste ano, e passou por levantamento topográfico, paisagismo, drenagem, irrigação e projeto arquitetônico. A nova praça, agora concluída, fica na avenida Quinta 108, no Vale do Sol, em Nova Lima. As obras foram feitas pela Cedro Mineração, que também vai doar, nesta quarta, uma nova viatura para a Primeira Companhia da Polícia Militar, que é responsável pelo policiamento dos municípios de Nova Lima, Raposos e Rio Acima. Os vídeos mais vistos no G1 Minas nesta semana:

https://classificadosdabarra.com.br/noticias/noticia/241036/nova-lima-ganha-nova-rotatoria-na-regiao-do-vale-do-sol